Seu Portal de Notícias de Rondônia

Sabado, 13 de Abril de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Brasil

Prefeito de SP critica Enel por falta de luz: ‘Precisa ter resposta mais rápida'

Ricardo Nunes participa de uma reunião nesta segunda-feira (6) com a Aneel, Enel e governo estadual. Regiões da Grande SP sofrem com falta de energia desde o vendaval de sexta-feir

Helio Carioca
Por Helio Carioca
Prefeito de SP critica Enel por falta de luz: ‘Precisa ter resposta mais rápida'
reprodução/instagram/prefeitoricardonunes)
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O prefeito da cidade de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), conversou com a equipe do Bora Brasil nesta segunda-feira (6) e criticou a concessionária Enel, responsável pelo fornecimento de energia no estado, pela falta de luz em regiões da Grande São Paulo há mais de 48 horas. Para o político, a empresa precisa entregar uma resposta mais rápida à população que permanece sem luz.

A cidade foi atingida por um temporal na última sexta-feira (3). Segundo a Defesa Civil do estado, os ventos chegaram a 151 km/h em Santos, no litoral, e na capital paulista as rajadas foram de 103,7 km/h, recorde dos últimos cinco anos. 

“Temos 125 árvores que caíram na sexta-feira e eu estou aguardando a Enel fazer o desligamento da energia. É óbvio que a gente tem que ter bom senso, compreensão, foi um caso extraordinário, mas desde sexta-feira é muito tempo. A gente precisa ter uma resposta mais rápida”, declarou o prefeito. 

“Quando eu vou cobrar a Enel, eles falam que são profissionais muito especializados, mas tem que deixar, no mínimo, uma quantidade de pessoas preparadas para uma eventualidade”, acrescentou Ricardo Nunes. 

Publicidade

Leia Também:

Nesta segunda-feira (6), o prefeito Ricardo Nunes participa de uma reunião com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e com o governo de São Paulo para cobrar a Enel. “

A empresa é uma concessionária que responde a Aneel, a prefeitura não tem gestão. Eles precisam apresentar um plano de contingência, a garantia de que vai ter equipe porque vai acontecer de novo, infelizmente.

Nós precisamos nos preparar e eles precisam estar com equipe, com gente, com carros, técnicos, para dar uma resposta para a população”, disse. 

Ricardo Nunes lembrou que existe uma lei municipal que obriga o enterramento dos fios, porém a Enel recorreu à Justiça, julgado pelo STF, que eles não devem responder à legislação municipal, apenas federal. 

“É importante pegar esse exemplo para as pessoas poderem entender que nós vamos fazer a nossa parte, não vamos nos eximir da nossa responsabilidade, mas a questão da Enel é de responsabilidade da Aneel e, portanto, são eles que fiscalizam”, afirmou. 

O que diz a Enel?

A Enel informou que 70% dos clientes tiveram o serviço de energia reestabelecido depois dos fortes ventos da última sexta-feira. Em nota, a empresa afirmou também que segue trabalhando para normalizar o serviço. 

 

“A Enel Distribuição São Paulo informa que restabeleceu a energia para mais de 70% dos clientes que tiveram o fornecimento impactado após o vendaval da última sexta-feira. Até o momento, cerca de 1,5 milhão de clientes tiveram o serviço normalizado, de um total de cerca 2,1 milhões afetados na última sexta-feira”, disse.

 
 
 
FONTE/CRÉDITOS: Da Redação com Bora Brasil
Comentários:
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!