Seu Portal de Notícias de Rondônia

Quinta-feira, 18 de Julho de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Mundo

Sobe para 115 o número de mortos em ataque terrorista na Rússia

Estado Islâmico assumiu a autoria de ação criminosa em casa de shows perto de Moscou nesta sexta-feira (22); três crianças estão entre vítimas, segundo investigação

Alice da silva
Por Alice da silva
Sobe para 115 o número de mortos em ataque terrorista na Rússia
REDAÇAO
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Subiu para 115 o número de mortos em um ataque contra um famoso complexo de concertos perto de Moscou nesta sexta-feira (22), segundo o Comitê de Investigação da Rússia. Outras 100 pessoas ficaram feridas depois que atiradores invadiram o edifício com armas e granadas.

Segundo a agência estatal RIA, citando o ministério regional da saúde neste sábado (23), três crianças estão entre os mortos no ataque.

Publicidade

Leia Também:

O grupo terrorista Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelo ataque em um breve comunicado publicado no perfil de notícias do grupo, a Amaq, no Telegram na sexta-feira. O grupo não forneceu evidências para apoiar a afirmação.

Imagens de vídeo do local do ataque, a sala de concertos Crocus City Hall, mostram o vasto complexo, que abriga a área musical e um shopping center, em chamas e com fumaça subindo no ar.

A agência RIA Novosti informou que os indivíduos armados “abriram fogo com armas automáticas” e “lançaram uma granada ou uma bomba incendiária, que iniciou um incêndio”. Eles então “supostamente fugiram em um carro Renault branco”, disse a agência de notícias.

A mídia estatal Rússia 24 informou que o telhado do prédio desabou parcialmente.

O ataque ocorreu antes do grupo musical Picnic se apresentar, de acordo com o Russia 24. O empresário da banda disse à mídia estatal que os artistas saíram ilesos.

O Gabinete do Procurador-Geral da Rússia disse que “pessoas não identificadas camufladas invadiram a casa de shows e começaram a atirar antes do início da apresentação”, de acordo com a TASS.

Imagens de vídeo mostraram pânico à medida que o ataque se desenrolava, com a multidão amontoada, com pessoas gritando e se escondendo atrás de assentos almofadados enquanto tiros começavam a ecoar no vasto salão.

Imagens geolocalizadas pela CNN mostram um indivíduo armado iniciando pelo menos um incêndio dentro do local. O indivíduo é visto carregando algo na mão e, ao sair da tela, um forte flash de luz de uma grande chama é visto no vídeo.

O governador regional, Andrey Vorobyov, disse que tudo estava sendo feito para salvar as pessoas. Uma equipe de comando tático especial foi chamada para a área e mais de 70 equipes de ambulâncias e médicos ajudaram as vítimas.

Cerca de 100 pessoas foram retiradas do prédio pelos bombeiros, informou a TASS.

O prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, classificou o ataque como uma “terrível tragédia”. “Hoje uma terrível tragédia ocorreu no centro da cidade de Crocus. Minhas condolências aos entes queridos das vítimas. Dei ordens para prestar toda a assistência necessária a todos os que sofreram durante o incidente”, disse Sobyanin num comunicado.

Sobyanin disse no Telegram que cancelaria todos os eventos esportivos, culturais e outros eventos públicos em Moscou neste fim de semana.

Segundo o Kremlin, o presidente russo, Vladimir Putin, foi informado sobre o ataque e está sendo atualizado sobre as informações do ataque.

Casa de shows perto de Moscou é alvo de ataque / 22/03/2024 REUTERS/Yulia Morozova

Aviso dos EUA

No início deste mês, a embaixada dos EUA na Rússia disse que estava “monitorando relatos de que extremistas têm planos iminentes de atingir grandes reuniões em Moscou”, incluindo concertos. A embaixada alertou os cidadãos dos EUA para evitarem grandes reuniões.

Em um discurso na terça-feira (19) à agência de segurança federal da Rússia, Putin classificou os avisos da embaixada sobre potenciais ataques terroristas em Moscou como “provocativos”, dizendo que “estas ações se assemelham à chantagem aberta e à intenção de intimidar e desestabilizar a nossa sociedade”.

A embaixada dos Estados Unidos Moscou disse na sexta-feira que estava “ciente dos relatos de um incidente terrorista em andamento em Crocus” e aconselhou os cidadãos dos EUA a não viajarem para a Rússia.

Ucrânia, que está envolvida numa guerra com a Rússia há mais de dois anos, negou ter qualquer envolvimento no ataque.

“A Ucrânia nunca recorreu ao uso de métodos terroristas”, escreveu o conselheiro presidencial ucraniano Mykhailo Podolyak, em parte, numa publicação no X. Ele disse acreditar que a Rússia usaria o ataque para justificar o conflito em curso e intensificar as operações como parte de “propaganda militar” na Ucrânia.

(Com informações da Reuters)

FONTE/CRÉDITOS: Da CNN
Comentários:
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!