Seu Portal de Notícias de Rondônia

Segunda-feira, 27 de Maio de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Política

Tarcísio e Caiado distorcem posição do Brasil sobre guerra de Israel contra o Hamas, diz Planalto

Governadores fizeram críticas a Lula durante evento em Ranana; políticos viajaram a convite do governo de Netanyahu

Chicâo Pvh Francisco Murcia
Por Chicâo Pvh Francisco Murcia
Tarcísio e Caiado distorcem posição do Brasil sobre guerra de Israel contra o Hamas, diz Planalto
Antonio Cruz/Agência Brasil / São Paulo e Brasília
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Fachada do Palácio do PlanaltoFachada do Palácio do PlanaltoAntonio Cruz/Agência Brasil

De acordo com o Palácio do Planalto, as declarações dos governadores Tarcísio de Freitas (Republicanos) e Ronaldo Caiado (União Brasil) em Israel sobre a crítica do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao confronto na Faixa de Gaza distorcem a posição do governo brasileiro.

“Lamentamos que governadores no exterior distorçam a posição do Brasil sobre o tema, em momento em que o mundo todo se preocupa com os civis palestinos”, diz trecho do comunicado divulgado.

Publicidade

Leia Também:

Segundo a nota, o “presidente condenou os ataques do Hamas repetidas vezes e não fez fala contra o povo judeu e sim contra ações do atual governo de Israel, que também foram criticadas por governos do mundo inteiro, inclusive Europa e Estados Unidos, e que são tema de um processo pela África do Sul em Haia”.

A declaração de Lula comparando a situação em Gaza com o holocausto promovido por Adolf Hiltler na Segunda Guerra Mundial foi amplamente criticada pelo governo israelense — que declarou o presidente brasileiro persona non grata devido do episódio.

Ainda nesta quarta-feira (20), durante agenda na cidade de Ranana, em Israel, Tarcísio elogiou o país do oriente médio e afirmou que a fala de Lula não representa a nação.

“Não ao Hamas, não ao Hezbollah, não ao terrorismo! A posição do povo brasileiro nada tem a ver com a de seu presidente. Se alguém pretende ter uma posição de destaque deve se inspirar no exemplo de Osvaldo Aranha, não se aliar a terroristas”, disse.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, endossou as críticas.

“A fala do presidente Lula não condiz com o pensamento do Brasil. Peço desculpas aos judeus. Um homem que não conhece a história fez um depoimento que agride a todos vocês”, afirmou.

Os governador brasileiros visitam Israel a convite do governo de Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro israelense.

 

 

FONTE/CRÉDITOS: Renata SouzaDaniel Trevorda CNN
Comentários:
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!