Seu Portal de Notícias de Rondônia

Sexta-feira, 14 de Junho de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Mundo

Tribunal da ONU ordena que Israel suspenda operações em Rafah.

Medida da Corte Internacional de Justiça busca proteção a civis e facilitação de ajuda humanitária

Alice da silva
Por Alice da silva
Tribunal da ONU ordena que Israel suspenda operações em Rafah.
REDAÇAO
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

 

Corte Internacional de Justiça

A medida foi tomada depois um pedido urgente do governo da África do Sul, que acusou Israel de cometer genocídio

Publicidade

Leia Também:



A ICJ (Corte Internacional de Justiça, na sigla em inglês), principal órgão judicial das Nações Unidas, determinou que Israel interrompa imediatamente suas operações militares na região de Rafah, localizada no sul da Faixa de Gaza. A decisão emitida nesta 6ª feira (24.mai.2024) visa a proteção de civis e facilitar a ajuda humanitária. 

A medida foi tomada depois de um pedido urgente do governo da África do Sul, que acusou Israel de cometer genocídio. O governo israelense rejeitou a acusação e alega estar agindo em legítima defesa, segundo informações da Al Jazeera...

Além da suspensão das atividades militares, o Tribunal ordenou que Israel facilite a entrada de ajuda humanitária através da fronteira com o Egito, e assegure o acesso de observadores internacionais para monitorar a situação. Israel também deve reportar à CIJ, em um mês, as ações tomadas para cumprir com a ordem....

Apesar da obrigatoriedade da decisão da CIJ, o tribunal não possui meios próprios para garantir sua implementação....

Assista ao vídeo (32 min 57 s):...


 

Em resposta, o ministro das Finanças israelense, Bezalel Smotrich, seu perfil do X demonstrou recusa do país em aceitar a decisão, criticando e argumentando que isso equivale a uma negação da existência de Israel.

“Aqueles que exigem que o Estado de Israel pare a guerra, exigem que este decrete que deixe de existir. Não vamos concordar com isso”. Smotrich ainda finalizou dizendo que “a história julgará quem hoje apoiou os nazistas do Hamas e do ISIS”.


ministro-israelense-sobre-decisao-CIJ

Israel justifica a operação, iniciada em maio de 2024, alegando que Rafah é um reduto do Hamas. A cidade é um ponto crucial para a entrada de ajuda humanitária, abrigando aproximadamente 1,5 milhão de pessoas, mais da metade da população total da Faixa de Gaza.

O veredito da Corte coloca uma pressão diplomática adicional sobre o governo de Benjamin Netanyahu. Isso ocorre depois de o procurador-chefe do Tribunal Penal Internacional, sediado em Haia, solicitar mandados de prisão contra Netanyahu e outros líderes israelenses e do Hamas, sob acusações de crimes de guerra e contra a humanidade.


 

 

 

 

FONTE/CRÉDITOS: PODER360.
Comentários:
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!